Programa “Rotas do Minho” em Viana do Castelo

Deixe o carro em casa e venha conhecer a Princesa do Lima com o programa “Rotas do Minho” da CP

É bem cedo que, da Estação de Campanhã no Porto, parte o comboio para o programa da CP – Comboios de Portugal – “Rotas do Minho – Descobrir Viana”. Pelos carris, a viagem faz-se calmamente, a bordo do Comboio Aventura, enquanto se admiram as paisagens minhotas.

A chegada a Viana do Castelo adivinha-se ao longe. Lá no cimo, a Basílica do Sagrado Coração de Jesus mostra a sua história secular. O vetusto monumento dá as boas-vindas aos visitantes a partir do Monte de Santa Luzia quando passam o rio Lima, nos carris da ponte Eiffel (1878).

Saídos na estação de comboios, uma das mais bem preservadas do país, um guia aguarda os turistas para a visita e faz-se ao caminho para o funicular de Santa Luzia. É neste transporte que sobem até ao Monte e conseguem ter vistas privilegiadas, que se estendem sobre cidade e o rio Lima.

Depois de uma visita ao interior do templo de Santa Luzia e também ao seu Museu, o convite é feito para seguir para uma escadaria estreita até ao miradouro, onde as vistas se perdem por toda a cidade e litoral vianense. Depois de recuperar forças com o almoço no restaurante Laranjeira, o passo seguinte é conhecer o Centro Histórico da Princesa do Lima.

Calcorreando as ruas vianeneses, conhecendo os seus monumentos, a visita segue em direcção ao navio Gil Eannes. Aqui fica a conhecer-se a história deste antigo navio-hospital de apoio à frota bacalhoeira portuguesa. Da parte da tarde, o passeio segue a bordo de um barco no rio Lima, passando pelos estaleiros de Viana do Castelo e pelo Forte de Santiago da Barra.

O final de dia reserva uma prova de vinhos na Tertúlia do Vinho (www.tertuliadovinho.com.pt) e, passando pela igreja matriz, o passeio termina na sala de visitas da cidade: na Praça da República, onde o guia fala sobre o chafariz e os antigos Paços do Concelho.

Informações http://www.cp.pt / http://www.incentivosoutdoor.com / http://www.vivexperiencia.pt / Preço: 59 euros/adulto; 42 euros/crianças

(Publicado a 20 de Fevereiro de 2010 no Jornal de Notícias – com mais fotografias aqui )

De comboio até Peso da Régua

100_2131

 

Corta o cacho, põe no cesto, carrega o cesto e pisa as uvas no lagar. Neste fim-de-semana, esta correria típica dos vinhedos pode não ser tão intensa, como nas últimas semanas, mas continua a chamar visitantes à mais antiga Região Demarcada do Mundo. No Douro as vindimas prolongam-se até ao primeiro fim-de-semana de Outubro convidando a passeios.

100_2179

 

 

Com partida das estações de S. Bento ou de Campanhã, o comboio demora pouco mais de duas horas a chegar ao Peso da Régua. Faz-se bem a viagem que, em parte, acompanha as curvas do rio. Quem tem máquina fotográfica, debruça-se nas janelas da composição, disparando incessantemente quando se passa nos cenários de Pala, Aregos ou Caldas de Moledo, por exemplo.

rebucados

Chegados à estação da Régua, as vozes das senhoras de bata branca soltam os pregões de “Olh’ó rebuçado da Régua. É só um euro”. Pendurados nas janelas, os viajantes não cedem à tentação do rebuçado tradicional.

Mesmo com as vindimas a findarem, as propostas para visitar o Peso da Régua não acabam aqui. Se estiver a ler este jornal bem cedo, pode ser que ainda consiga embarcar na última viagem do Comboio das Vindimas da CP (08.45h). O programa contempla a viagem de comboio e um dia passado por entre os vinhedos da Quinta de Campanha, com almoço tradicional e possibilidade de participar na vindima e nas lagaradas.

100B2210

A CP disponibiliza uma outra viagem que recua no tempo e acompanha as vistas para os socalcos da mais antiga região demarcada do Mundo. O Comboio Histórico da CP tem viagens entre Maio e 3 de Outubro, e tem partida marcada para as tardes de sábado numa composição histórica, guiada por uma locomotiva a vapor. Pelo caminho até ao Tua, faz-se uma pequena paragem na Estação do Pinhão, que ostenta 25 painéis de azulejos de inícios do século XX. Também nesta estação é possível visitar a Wine House da Quinta Nova de Senhora do Carmo (ver informação abaixo).

Regua1

Se ficar pelo Pinhão, num passeio mais demorado, pode também visitar a Academia do Vinho do Hotel Vintage House e até, embarcando no Cais do Pinhão, explorar um cruzeiro pelo Douro.

Se decidir passear no centro de Peso da Régua, pode admirar os painés de azulejos com cenas da vida rural, que se encontram pela ruas, e visitar a Casa do Douro e o Museu do Douro, onde tem exposições sobre a Região Demarcada. Pode ainda provar as doçuras regionais como são as Ferreirinhas, feitas de uva passa, pinhão, amêndoa, chila e vinho do Porto.

Animação na Wine House na estação de comboios do Pinhão

A estação de comboios do Pinhão, a Wine House, da Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, apresenta uma programação especial. Hoje, pelas 17 horas, a Wine House vai receber a actuação do Grupo de Cantares de Nossa Senhora do Sobroso de Barcos.  No próximo sábado, dia 3 de Outubro, também às 17 horas, é o Grupo de Cantares de Ervedosa do Douro que se vai fazer ouvir.  A Wine House tem loja, esplanada e ainda um espaço museológico com peças que retratam o ciclo do vinho.

(publicado no Jornal de Notícias a 26 de Setembro de 2009)

Aqui com fotografias de Susana Ribeiro